Transformação Digital – Parte 2

Falamos inicialmente como a empresa precisa ser ágil do ponto de vista empresarial e não tecnológico, para atender as demandas do mercado na velocidade e agilidade hoje necessárias.

Vamos exemplificar agora do ponto de vista tecnológico o modelo ágil de negócios com um modelo que predominou nas agendas das empresas nos últimos anos: a implementação de sistemas ERP (sistema de gestão empresarial para comércio, indústria e serviços, utilizado para controlar clientes, fornecedores, estoques, compras, financeiro, vendas, faturamento, comissão, controle de processos, produção e prestação de serviços).

Os ERP´s atenderam plenamente o modelo conceitual da sociedade industrial: grandes sistemas, baseados em planejamentos de longo prazo, que atendiam produtos padronizados e geravam economias de escala, mas hoje os negócios estão centrados em três pilares fundamentais: velocidade/agilidade, inovação e experiência do cliente.
Com isso os ERP’s precisaram evoluir para sair de um modelo totalmente centralizador para um modelo descentralizado. Mas não confunda, o ERP continua a ser o motor e o coração do seu negócio fazendo tarefas repetitivas e automatizadas, dando possibilidades de gerar informações que alinham processos e servem de base para tomada de decisões.

Atualmente os processos externos e o relacionamento com o cliente estão trazendo novas experiencias tornando necessário que seu ERP deverá interagir com o meio externo, sendo através de fornecer caminhos para que seu cliente possa consultar, pedir, conversar, e também devido a diversificação de inúmeras soluções de outros fabricantes e serviços, a integração com outras tecnologias se tornou necessário .

As soluções ERP on-promisse (na empresa) ou em nuvem, no formato SaaS (similar a locação), mantêm os mesmos conceitos.

Como cada organização vai lidar de forma diferente com seus talentos, ecossistemas, clientes e forma de fazer negócios, cada uma delas desenvolverá soluções que se adequem às suas necessidades.

Estamos aqui justamente para deixar seu ERP cada vez mais o seu motor e coração, mas também para ajudá-los a trazer as melhores ferramentas, aplicativos ou serviços que possam transformar sua empresa burocrática em uma empresa ágil adotando as soluções corretas e que permitam se ajustar a este novo cenário.

Na última parte falaremos de métodos ágeis de uma forma mais conceitual para ajuda-los a iniciar sua transformação digital.

Texto extraído da internet e adaptado para a visão da AdmNet Informática.

Até a próxima ….